Seguidores

New Translator....

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Profano


Profano



Sou profano
Cuidado não engano
Vim seduzir tua alma
Pois teu corpo ferve
Precisa de minha língua
Para refrescar, mulher
Que é fogosa
Ai te seguro
Goza


Ulisses Reis®
21/09/2009

2 comentários:

Edi disse...

Intensidade é tudo, meio termo é nada... ou quente ou frio, o morno é abominável!!!!! Bjos!

Lou Albergaria disse...

Delícia de poema... direto, enfático, sem rodeios...

Você está cada vez melhor....

BJS!