Seguidores

New Translator....

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Mesmo


Mesmo



Quente e contente
Contente e par ardente
Ardente de olhar fino
Fino é o pano do vestido
Vestido preto transparente
Transparente como a intenção
Intenção conquista imediata
Imediata sem concreto
Concreto o chão que pisa
Pisa na alma da gente
Gente que você coleciona
Coleção de amantes frios
Frios no café, sozinha
Sozinha só você e tua mente
Mente que sempre pergunta
Pergunta o que fiz de certo
Certo foi o gozo que deu
Deu também carinho e tempo
Tempo que passa urgente
Urgente e ter o amor
Amor que afaga e doa
Doa a essa obra-prima
Obra-prima no espelho, veja
Veja e acredite, precisa mesmo
Mesmo, precisa mesmo,
Mesmo



Ulisses Reis®
11/08/2009

3 comentários:

*Mi§§ §impatia* disse...

Uiiii maravilhoso e a foto é linda, ilustrou perfeitamente o texto amigo.
Boa semana pra ti, beijos.

Lou Albergaria disse...

Preciso mesmo!!!

Mesmo, mesmo...

BJS!

Sub Yarin Lucius disse...

Obra-prima é seu poema bjs de carinho da sua yarin lucius!!