Seguidores

New Translator....

terça-feira, 1 de junho de 2010

Infinito


Infinito


Desenho em curvas
Curvas em lábios
Lábios em rosa
Vermelho


Vermelho de vibração
Ação de muita conjunção
Junção de paladar em beijos
Carmim


Carmim de paixão venha
Lenha que queima e consome
Nome de tudo que é amor
Roma ou paris eu te quis
Violácea


Violeta dos meus prazeres
Quereres em goles ternos
Eternos sejam teus olhos
Belos como o infinito
Vinho tinto


Tinto na taça de cristal
E com tua será a tal
Que me venha animal fatal
Me lambe e coma sem sal
Seja Universal


Ulisses Reis®
18/08/2009

3 comentários:

Mar... disse...

Lábios em rosa vermelho que entre o contraste da taça de vinho tinto se confunde ao vermelho da paixão...
Vermelho que pulsa e atiça essa sua mulher, sua fêmea que sabe dos seus desejos, das suas loucuiras...e sabe muito bem entram em devaneios com vc...pois vc menino danado, mas tarada...sabe como tocar...acariciar...e penetrar e me dar o mais maravilhoso gozo...
Tenha um dia delicioso meu menino querido...bjs da sua Mar...

Mila disse...

Adorei, linda poesia...
Bjs Ulisses
Mila

Malu disse...

quem não se perde nessas curvas?? Lindas palavras, linda mulher. Beijos!