Seguidores

New Translator....

sábado, 2 de julho de 2011

Por que faço poemas

Por que faço poemas

Para nomear o inominável
E desinfetar o fel do ar
E assim deixar livre
A inspiração passar

Para dizer ao ser mulher
Que aqui ela é eterna
E no cinema não vou precisar
De lanterna para te achar

Para no acaso eu me casar
E no ocaso o sol velar
Na praia nosso devasso amar

Para deixar fluir o meu sentido
E com isso não cair neste abismo
Que é o viver se falar
Ou seja, isso vai ser o meu castigo!

Para transgredir e agredir
Os incultos e muitos cultos
Que ainda assim são curtos
Nunca os surdos mudos

Ulisses Reis®
26/06/2011

Eu

6 comentários:

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Fazes bem em fazer poema com esse propósito.
Beijokas doces e bom finzinho de tarde.

SexyButterfly disse...

Para "poetar" basta viver, sentir e amar... nem precisa justificar... beijos da borboletinha!

MARILENE disse...

Encontrou linda explicação. E uma grande inspiração.

Bjs.

Lou Albergaria disse...

teus versos são para enLOUquecer as mulheres...hehehe...


Beijos!

Depois conte-me as NUvidades.

† A Dangerous Mind ┼ disse...

Lindo poema !
bjos.

AninhaGR disse...

Mui belo, poeta visitante! Hoje vim retribuir tantas visitas... Paz, luz e muita inspiração, SEMPRE!