Seguidores

New Translator....

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Pátria

Pátria

É a mulher inteira com paixão
É o universo em expansão
É essência e nascimento
É a continuação da vida
É a própria vida
Essa mulher é consciência devida
Ela é nua e toda atrevida
Ela tem os direitos do gozo
Não só ser espremida
Ela é profusa naturalmente
Ela é inteligente e usa
Tem chamas na madrugada
Ela escreve o sentimento
Não é amarga
Doce e com jeito de moça
É menina nas manhãs
Quando bem amada
Ela e tudo e mais pouco
Bandoleira desejada
E cume e vale, fim e começo
Ela é nos homens
Pátria 
Ela é estopa e seda
O sabor do vinho no beijo
O perfume na cama desarrumada
Por mim amada

Ulisses Reis®
06/08/2010

Para Helô

4 comentários:

Sandrio cândido. disse...

A minha se chama Brasil.
ironia.
lindo poema.

Sonia Pallone disse...

Meu registro aqui, restringe-se a um abraço de alma e nele a minha admiração. Abraços.

*Mi§§ §impatia* disse...

Oi amigo,
Obrigada pelo carinho na minha volta....te adoro viu?Beijos de saudade.

Anna Amorim disse...

Ulisses,

Bela homenagem a mulher em poesia!
Se me permitir "roubo" esta tua poesia para postar em meu Blog PALAVRA DE MULHER, claro que reconhecendo tua autoria.

Você me encantou!

Beijos,