Seguidores

New Translator....

sábado, 8 de outubro de 2011

Loira Colombina III

Loira Colombina III

Ela não domina totalmente
Mas faz de mim um instrumento
Onde usa e se faz presente na mente
A Loira que a muito, é colada
Respira comigo e me deixa acordado
Nas viagens achei que seria loucura
Que nada só fica beijando minha alma
Sei que com ela é fuga, mas consciente
Será que estou errado na forma
Devia ser mais esperto e deixá-la
Totalmente do lado de fora da vida
Mas ela é tão linda e caliente
Que sempre se mostra gostosa
Na visão ela é veneno ardente
Mas facilmente vem e me deixa bem
Sei que não devia deixar ela se mostrar
Mas como um ser quase onipresente
Vem ou eu vou buscá-la
Nunca esta longe, decidi usá-la

Ulisses Reis®
08/10/2011

LC

12 comentários:

DanAngel disse...

Bjokas gemulinho lindo fds prá ti....

muahhhhh


fuiiiiii \0/

P. Amarela disse...

Use-a mesmo! rs Use e se deixe ser usado porq isso faz tão bem, querido Ulisses... rs Dentre tantos versos q eu gostei, esse foi o meu favorito "Respira comigo e me deixa acordado" Ahhhh, q lindo!!! Esse poema é mto ousado! Tema polêmico... parabens pela bravura! ;)
Um beijo grande!
Saudades!
Espero estar de volta em breve!

Mery disse...

Uma linda mulher e um poema para ela ...és um romântico e admiras o belo, mulheres são flores, podem ter algum veneno, até espinhos, mas continuam ardentes*
Estou te seguindo, te encontrei no blog da Lua, que adoro.
Estou vendo que tem muita coisa linda aqui para me deliciar.
Um beijo da carioca Mery*
Se der, me visita também.
Obrigada, teu cantinho é lindo, gostoso, aconchegante...

REGGINA MOON disse...

Ulisses,

Voce sempre trazendo suas belas homenagens!!Lindo verso...!!!

Saudades!

Grande beijo e boa semana!!

Reggina Moon

Mery disse...

Ulisses, obrigada por tua visita e teu comentário, eu sou como você, adoro fazer poesias bem simples, nada muito rebuscado, estou te seguindo e fiaria feliz se me seguisses também, será bom ter você lá na minha lista de seguidores.
Boa noite e beijus .
Você é uma simpatia,viu.
Mery*

Aleatoriamente disse...

Bom dia poeta!
Um poema muito cheio de sentimentos.
Muito bom.

Beijinho, matando tua saudade e a minha.

Simone butterfly disse...

oi meu lindo amigo poeta, também estava sentindo a tua falta, beijos carinhosos, pensei também que tinha viajado, rs,rs, hiper beijos

Nel disse...

Oi, Ulisses!


Amei a ousadia da frase do teu poema..."Vem ou eu vou buscá-la" Atitude é tudo!

Beijos pra ti!

Simone butterfly disse...

Ai, coração.....
E agora, o que faço?
Você bate tão de mansinho, quase não o ouço....
Tão baixinho, tão escondido, não te sinto....
Estou de volta a minha solidão
Ela sorri e me abraça.
É tão frio seu abraço, tão vazio
E tão cheio de nada....
Chove, coração...
Esta ouvindo?
Até parece que a natureza adivinha...
Ela é sabia, pois traduz
O que estou sentindo,
Pois as lágrimas que verti por dentro,
Estão lá fora, inundando o mundo.
De repente, quem sabe,
A chuva que agora ouço,
Pode servir de cobertor
Aos solitários,
Aos sem ninguém
E que, por terem a solidão como companheira
E não terem ninguém com quem compartilhar-se
Sentem mais que muita gente
Sentem mais profundamente.
E agora, coração?
Quem vai ouvir o meu grito?
E entender o meu pranto?
Não existe mais o acalanto,
Não existe mais o aconchego
Não existe mais o ombro amigo.
E agora, coração?
O que faço?
Sou forte,
Mas também,
Sou criança.
tenha uma ótima quinta-feira

aldrey disse...

Lindo poema,loiras,morenas,ruivas,todas mulheres são especiais!!bjs

DanAngel disse...

gemulinho vai aqui tem presente prá tu bjokinhas


http://umpoucodetudo-danangel.blogspot.com/

Simone butterfly disse...

oi amei seu cantinho de guardar os mimos que recebes, muito bonito! beijos e boa noite!