Seguidores

New Translator....

sábado, 25 de setembro de 2010

Meia de renda


Meia de renda

Meu segredo é lilás
Minha vontade lábios
Que de batom negro
Sim fico bamba
Me escondo de ti
E você de mim
Quero ver teus
Olhos, ler teu cheiro
Meu fetiche
Você subindo escada
Só salto e meia de renda
Sou louco, sexo é pouco
Quero te pegar
No elevador!
Não lá no poço
O que odeio, mentira
Se você é Dark
Me leva para o escuro
Deixa que o tato
Seja o guia, me arranhe
Meu herói é Byron
Minha fantasia
Pele branca tatuada
Me rendo ao coração
Quanto tenho parceira
Não sou metade
Sou um ser inteiro
Por isso quero a madura
Que seja no claro ou escuro
Sou serpente marginal
Sou bandido do poema
Quero interlocução
Com tesão

Ulisses Reis®
27/08/2010

4 comentários:

Amélie Bouvié disse...

Maravilhoso, meu querido.
Beijos.

DARK disse...

Um delicioso espetáculo rendado.
Sinto-me honrada a grata gentileza tua de tão singelo traçado e ardentes palavras.

DARK

REGGINA MOON disse...

Ulisses,

Uauu...muito sensual!!Adorei!!

Grande beijo e tenha uma boa semana!!

Muita poesia e amor!

Reggina Moon

*Mi§§ §impatia* disse...

amigo querido, passando pra dizer que estou com saudades...... como vc ta?boa semana, beijossssssss