Seguidores

New Translator....

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Imcompleta, incerta


Imcompleta, incerta

Ela acorda emocionada, tem anel azul no dedo
Não tem todas as qualidades é fruta cítrica
Às vezes acida e disforme , outra doce conforme
Tira da vida todos os sabores e vive com auto critica
Não a imagine com só um desenho pois é transforme
Desnuda o corpo com sons e tons é de fibra
Onde vê sorriso, leia pensamento que calibra
Nuances de cores domina essa menina
Pois os sonhos são impossíveis estrelas
Onde descobre a mulher que existe antitoxina
Assim coexiste demônios e anjos em alegria
Correndo juntos pois nos braços há algemas
Em união fazem dela universo em expansão
Alheia e aleatória surrupia o tempo gozação
Ela acorda com emoção coloca anel azul
Pois ele nos trás boa vibração

Ulisses Reis®
09/07/2010

Para Renata Fagundes

4 comentários:

Lou Albergaria disse...

Eu desisto. Se não quer entender não entenda.

Passo.

Inté!

Helô Müller disse...

Inspirada e sensível poesia...
Obrigada pela visita!!
Bj meu, querido!
Helô

REGGINA MOON disse...

Ulisses,

Lindo verso meu querido!!!

Tenha um ótimo dia...Saudades!

Beijos!!!

Reggina Moon

**Retire o selinho comemorativo de 500 Seguidores do Verso & Prosa!

Sonia Pallone disse...

Bom estar aqui, atualizando meu interior com a tua poesia... Beijo meu querido.