Seguidores

New Translator....

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Felina


Felina


Quase nua e descalça
Me tocam tuas curvas
Pingos de chuva
Sabores e cores
Circula com pernas
Apertas com coxas
Braços presos
Sede de boca
Veias e pulso
Marcaram tuas unhas
Costas sangrentas
Segredos afoitos
Mãos que contornam
Loucas historias
Palavras sagradas
Felina vitória


Ulisses Reis
25/01/2008

4 comentários:

Mila disse...

Adorei!
Você descreve o ato de amar com perfeição.
Bjs
Mila Lopes

Inanna Demian disse...

Esse poema eu gostei!!! Não gosto de poema rimadinho; acho que já te falei isso. O Almeida Lucius rima demais.

Esse poema me tocou por sua beleza e imagens que inspiram... Um dos melhores de sua autoria que já li até hoje.
Parabéns!!!

Boa Noite!!! :)

Renata Fagundes disse...

Sensualidade exalando pelos poros..posso sentir o cheiro daqui..adorei seu espaço!

Parabéns

beijos cintilantes

Versi D'Amori disse...

Ulisses,

Gosto muito da sua forma de expressão...belo verso!!!

Grande beijo e ótimo final de semana!!

Reggina Moon