Seguidores

New Translator....

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Chuva virtual

Chuva virtual

Chuva que lava e leva
Chuva que é leve e lama
Que me molha e lava
Que na lama leve
Leve minha’lma mole
Da lama e queime lava
Chuva que cai e escorre
Lavando e levando alma
Queimando entranhas
Que agora são estranhas
Escorrendo na lama
Que na saudade lava
E na alma reclama
Quer essa chuva leve
Com água e lagrimas
Da alma em chamas
Lava, leve, lama breve!

Ulisses Reis®
20/12/2010

6 comentários:

Simone butterfly disse...

Essa chuva veio até Brasília rs,rs lindo poeta

Zilani Célia disse...

OI ULISSES!
ESTA É A CHUVA QUE LAVA A ALMA MESMO.
MUITO LINDO TEU TEXTO.

ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com/

SexyButterfly disse...

Nada melhor que um banho de chuva pra lavar a alma, poeta!
Beijos borboléticos em você!

Morena disse...

Adorei ler seus textos, noite
gostosa pra ti, bjus...

Deh... disse...

Lindo poema, meu amigo... tbem estou com saudades de ti.
Como vc está??

Tenha um fds iluminado

Bjsss gostosos

Lou Albergaria disse...

água que colho
nos teus lábios

quando embaralhas
meu juizo, meu desejo
o afeto, que
me traga

Eu, na sua saliva
derreto-me
embriago!


Lou Albergaria


Beijos, meu Lobo!

Tenha um delicioso fim de semana!

Beijos a suas "Lobinhas" também.