Seguidores

New Translator....

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Teu feitiço


Teu feitiço
Que tua voz fique mais rouca e de menina
Usando todo teu poder de atriz e inocência
Enfeitando teu corpo como adolescente
Rindo e dizendo que nunca fez o feitiço
Onde transborda em mel a vulva afrodisíaca
Tesão com ares de não sei direito e lúdico
Entre as coxas vulcão e ebulição
Linhas e tuas curvas edificação
Agitando as ancas menina pimenta e sedução
Morde os lábios e diz baixinho assim coração
Besuntando a entrada e beijando a nuca
Entre as roliças e deliciosas pernas eu fuço
Revelando os teus gemidos moça menina
Encanto e batimento cheios de adrenalina
Vislumbrando todos os sabores e apelos
Ocultando os mais diversos medos
Cavalgando as fases e facetas da fantasia
Exibindo a felicidade de sentir o gozo
Sendo na voz safada e delinquente par
Enrolando o corpo no meu suado e quente
Nadando no ar e sentindo eu penetrar
Dissolvendo em palavrões os sentidos
Olhando nas profundezas dos teus desejos
Mergulha na essência da tua louca luxuria
Efervescente da boca e língua só fervura
Nada fica sem se mexer pois é você volúpia
Incentivando os gestos com sons de arfar
Num lugar onde só os músculos sentem
Inicia um movimento devasso e articulado
Nada deixa você quieta pois tu avança
Hoje essa menina vadia vem e me ensina
Alimenta meus versos com a libido
Sublimando cada momento do universo
Unindo a realidade com o nosso destino
Simplesmente uma menina faceira
Anfitriã na cama desvairada e linda
Fazendo de tudo um pouco com o moço
Armando os braços num forte enlace
Degustando os perfumes pela boca
Assistindo o desfecho e sorrindo


Ulisses Reis®
31/01/2013

2 comentários:

Thaíla disse...

Poemas tao sensitivos, rs! Como sempre, né Ulisses?

Sexy Butterfly Borbs disse...

Belas palavras, amigo poeta!

beijos borboléticos!