Seguidores

New Translator....

sábado, 28 de maio de 2011

Teu corpo

Teu corpo

Quero a agua pura do teu corpo
Que tua alma carrega até o almoço
Aquela que sai de manha do banho
Traz-me o frescor do compasso
O sentir perfume de jasmim e cravo
Sentada a pentear o cabelo
Agua que escorre no teu pescoço
Junto a ela nas ancas eu escorro
Facilita e não faz alvoroço
Deixe-me entrar sou teu conforto
Com as mãos eu seco esse dorso
Fica nua pra mim sem esforço
Teu cabelo molhado cheiroso
Faz meu caminho luxurioso
Novamente agua pura do teu corpo
Agora nu e para mim remoço
Menina assim, eu fico louco
Mas quero até teu colostro
Pois sou moço
E sei que é um colosso
Numca vou roer o osso

Ulisses Reis®
13/02/2008

6 comentários:

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Sempre é bom renovar as forças em um amor gostoso.
Abraços Ulisses e3 um bom domingo pra você.

Karen Martins disse...

Sempre é bom amar e se encantar por esse amor.
Ótima semana pra ti!

MARILENE disse...

Belo! Um amor de corpo e alma, cantado em versos.
Lindo blog! Parabéns!

Peônia disse...

Belo poema amigo-poeta!
Semana maravilhosa pra ti tbm!
Beijos

Fabi Viana disse...

Sou leitora incondicional de Fernando Pessoa, admiradora de Vinícus de Moraes e de Neruda e "desvendo" os versos de Rilke e Bandeira. Ou seja, sou faminta por poesia, e por isso, gostei de seus versos e estou te seguindo!!! Boa semana!!!

Arigi Kuwanna disse...

Ah... Querido Ulisses,
que poema lindo, delicado e ao mesmo tempo tentador...
Como sempre mexes com as emoções e sentimentos.
Também estava com saudades, mas semana passada foi muito difícil, fiquei doente, remédio, casa, escola, enfim, sem condições, mas agora espero poder entrar tds os dias nem que seja p/ responder um comentário e colocar as coisas em ordem.
Obrigada pelo carinho, pela visita e por fazer voar minhas emoções em seus poemas.
Bjos se cuida e tenha um lindo dia.