Seguidores

New Translator....

domingo, 30 de janeiro de 2011

Elíptica

Elíptica

Assim eu vou adiante
Pois contigo me torno
Sempre um ser radiante
Sou sim vagante
Como estrela ou meteoro
Que vaga sem destino
Numa elíptica rota crocante
Pois possui algo a mais
Pode ser castanha de caju
Aquela que na boca
Se torna antiderrapante
Sou sim confiante
Mas tenho a alma pagã
Por isso preciso de ti
Minha Wicca radiante
Que vem com amor fulgurante
Antes que diga não saber
De nada que digo
Saio de um flagrante

Ulisses Reis®
29/01/2011


3 comentários:

Helena Castelli disse...

Tem dias que ao ler uma simples frase parece que a vida da gente se transforma. Ser acarinhada com dois poemas de uma só vez então...

Grata meu querido, sempre mexendo nas almas alheias. :)

Beijos de boa tarde.

CARLA STOPA disse...

Adorei teu espaço...

Patricia s2 disse...

"Sou sim vagante
Como estrela ou meteoro
Que vaga sem destino"
lindo, me sinto assim hoje. Saudades de ti, seus textos envolvente...bejuxus